Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Ex-deputado Jota Barreto morre em acidente envolvendo 9 veículos na BR-364 em Mato Grosso



Um acidente na BR-364, entre Cuiabá e Jaciara, envolvendo 9 veículos, matou o ex-deputado estadual Jota Barreto, no início da noite desta quarta-feira (9).

Segundo reportagem do site Folhamax, o cunhado do ex-deputado também teria morrido no acidente.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, eram três carretas – duas carregadas com soja e uma com óleo vegetal -, três veículos utilitários e outros três carros de passeio.

Além das mortes do ex-deputado e do cunhado dele, três pessoas também  ficaram feridas e outras seis saíram ilesas do acidente.

A concessionária Rota do Oeste presta atendimento no local do acidente, sendo a responsável por encaminhar os feridos ao Hospital de Jaciara.

A pista está interditada para os trabalhos periciais.

HISTÓRICO

Hermínio J. Barreto é um político tradicional em Mato Grosso. Fiscal da Secretaria de Fazenda, milita na política desde a década de 80. Foi prefeito de Rondonópolis entre 1989 e 1992 e deputado estadual por vários mandatos.

Em 2014, tentou se eleger deputado federal, mas ficou na primeira-suplência, ao receber cerca de 50 mil votos. Também atuou como radialista esportivo na cidade de Rondonópolis, onde tinha base eleitoral.

Nesta quarta-feira, o ex-deputado esteve na Assembleia Legislativa. Ele se reuniu com o presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM) e com o primeiro-secretário, deputado Guilherme Maluf (PSDB). Ele retornava para Rondonópolis. Com informações do Folhamax.

 



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News