Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

A Palavra - Opinião

O maior comício que Primavera já teve



Mesmo afastado do cargo, Getúlio continua com honras de prefeito e acusa justiça de injusta

Os ânimos estão quentes nos bastidores do poder em Primavera do Leste, vereadores reclamam da forma que são tratados pelo ex-prefeito Getúlio e sua equipe, para Getúlio e seus seguidores fiéis os meses à frente da prefeitura significaram uma corrida contra o tempo para uma aparente campanha eleitoral antecipada.

Não perdendo a característica de serem únicos quando se refere ao poder, a equipe dos ex-prefeito deixou mais uma vez os vereadores chateados. Na inauguração do espaço Prima Jovem, a placa de descerramento do prédio, não consta o nome nem mesmo do presidente da Câmara, os poderes constituídos para bom andamento de uma cidades são, Executivo, Legislativo e Judiciário. Para prefeito em seus discursos na quarta-feira (06), durante a inauguração do espaço Prima Jovem e entrega dos cartões Pro Família, e abertura do Prima Fest, os discursos são de propaganda eleitoral antecipada, por parte das pessoas envolvidas e Getúlio.

Na abertura do Prima Fest as informações são que teve até empurrão por parte de secretário de Getúlio em vereador, dono da empresa que recebeu dinheiro público para fazer a festa, gritando e xingando vereador.

Todos conhecemos a forma que as campanhas eleitorais são conduzidas em nosso município, regadas a muito dinheiro e confusão. Estamos vivendo clima eleitoral nos bastidores, Getúlio mesmo afastado, tem todas as honras de prefeito, enquanto os vereadores que votaram para abertura de crédito e recebimento da verba pública para fazer a festa que seria o maior comício para Getúlio, nem ao menos os nomes mencionados. Que coisa, que teimosia, Legislativo e Judiciário ninguém presta, todos estão errados para ex-prefeito e parte de sua equipe. Primavera do Leste está tendo um prejuízo incalculável pela instabilidade política que vive, mas fazer o que? Esqueçamos a crise e vamos viver a Prima Fest, o povo quer festa.



COMENTÁRIOS

1 Comentário

  1. Triste mesmo é a POPULAÇAO escolher seu prefeito e o TRE tirar pois entao de que adianta a gente escolher

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Mulher confessa homicídio do esposo e mistério termina sobre desaparecimento


O delegado Flávio Leonardo, responsável pela investigação do desaparecimento de Edvan Moreira, falou sobre o homicídio e forneceu atualizações cruciais sobre o caso. O que inicialmente parecia um mistério envolvendo o sumiço de Edvan, ganhou novos contornos após intensas diligências e avanços nas investigações conduzidas pela Polícia Civil.

Edvan Moreira, residente em uma fazenda a aproximadamente 50 km do centro de Canarana, teria saído para cidade no dia 7, conforme relatos iniciais. No entanto, a descoberta da motocicleta da vítima na própria fazenda, em uma área de mata a cerca de 5 km de distância, levantou suspeitas sobre o desaparecimento.

“Localizamos a motocicleta da vítima em uma área de mata próxima à fazenda onde trabalhava. No entanto, estava claramente evidente que ela havia sido deliberadamente jogada em um rio para dificultar sua localização”, explicou o delegado Flavio Leonardo.

A reviravolta no caso ocorreu quando a esposa de Edvan, após ser submetida a uma nova entrevista como parte das investigações, confessou o homicídio. Ela admitiu ter disparado três tiros contra o marido, ocultando seu corpo e a motocicleta em locais distintos, distanciados da fazenda.

“Após a execução do homicídio, a suspeita utilizou uma máquina para transportar a motocicleta de Edvan e seu corpo para locais distantes da propriedade, em uma tentativa de dificultar a descoberta”, acrescentou o delegado.

A colaboração da esposa de Edvan foi fundamental para a identificação do local onde o corpo foi ocultado. As autoridades realizaram uma inspeção no local indicado, que foi confirmado pela Polícia Técnico-Científica como o local do crime.

Além disso, a polícia está investigando a possibilidade de que a suspeita tenha recebido ajuda para ocultar os objetos e o corpo da vítima, dadas as características do local de descarte da motocicleta.

A arma do crime, uma espingarda, foi apreendida pela polícia como parte das evidências. Agora, as autoridades conduzirão exames de DNA para confirmar a identidade do corpo encontrado e prosseguirão com as acusações de ocultação de cadáver e homicídio contra a esposa de Edvan.

O delegado Flávio Leonardo encerrou a coletiva reiterando o compromisso da Polícia Civil em buscar a verdade e garantir que a justiça seja feita para Edvan Moreira e sua família. O caso continua em andamento, com as autoridades empenhadas em esclarecer todos os detalhes e possíveis cúmplices envolvidos nesse trágico desfecho.

Araguaia FM


Antenado News