Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Entretenimento

Em apresentação única e gratuita, Cuiabá recebe quarteto Arautos do Rei



Considerado o grupo cristão mais antigo do Brasil, o quarteto Arautos do Rei se apresentará em Cuiabá neste sábado (20/10), a partir das 19h30, no Centro de Eventos do Pantanal. Com mais de 50 anos de existência, o grupo tem como característica marcante a harmonia de quatro vozes e um repertório de músicas cristãs tradicionais e contemporâneas. Além de capela sem instrumentos, apenas com vozes.

Desde 1963, mais de 50 álbuns e 10 DVDs foram lançados. As músicas já foram ouvidas em mais de 36 países. Em meio século de existência, o grupo teve 29 formações, mais de 40 intérpretes e 16 pianistas. Atualmente está sob a direção musical do maestro Jader Santos, que possui formação em Teologia, Música e mestrado pela Universidade Andrews, nos Estados Unidos.

O pastor Ivan Saraiva também acompanha o grupo e é responsável pelas palestras durante as apresentações. Formado em Teologia no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), no ano de 1998, atualmente Ivan Saraiva é apresentador de programas cristãos na TV e no rádio.

Arautos do Rei

Troféu Promessas

O quarteto Arautos do Rei venceu na categoria melhor grupo, na edição de 2013, do Troféu Promessas, festival de fim de ano de música religiosa, realizado pela Rede Globo. O grupo se tornou conhecido nacionalmente por se apresentar no programa “A Voz da Profecia”, o primeiro programa de rádio evangélico veiculado no país e um dos mais antigos do mundo, que existe até hoje.

Serviço

Musical com Quarteto Arautos do Rei
Sábado, 20/10, a partir das 19h30
No Centro de Eventos do Pantanal
Entrada gratuita

Fonte: gurudacidade



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News