Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Em 160 dias foram registrados pela Polícia Civil de Primavera do Leste 10 homicídios



Os dados foram registrados entre 1º de janeiro até dia 9 de junho deste ano. Em relação ao mesmo período do ano passado, as estatísticas continuam a mesma. As motivações que levam ao crime de homicídio também não mudaram a maioria ainda é acerto de contas em relação ao tráfico de drogas. Ainda falando de Primavera do Leste, em relação a mortes até o período dito acima, foram registrados 12 ocorrências, sendo que duas foram latrocínio (roubo seguido de morte).
Primavera do Leste é polo regional da Polícia Civil (PC) e atende os municípios de Paranatinga, Poxoréu, Santo Antônio do Leste, Campo Verde, Gaúcha do Norte e distrito de Santiago do Norte. No período também de 1 de janeiro até 9 de junho, foram registrados 20 homicídios em toda regional, no ano passado no mesmo período foram 26 homicídios, uma queda nos números.
De acordo como delegado da Delegacia Municipal, Rafael Diniz Garcia, mais da metade dos homicídios cometidos já foi constada a autoria, mas o que impede a conclusão rápida dos casos, é a burocracia. “O nosso maior problema é desenrolar os processos, tudo é muito burocrático e lento, às vezes demora até anos para resolver, porque temos que ouvir testemunhas e todos envolvidos, mas para isso dependemos das decisões judiciais que são demoradas para sair”. Menciona o delegado.
O delegado aponta ainda que a maioria dos crimes é praticado por menores, e o estado de Mato Grosso não tem estrutura nos poucos Socioeducativos para receber tantos menores infratores. “Hoje 98% dos menores infratores são liberados depois de cinco dias apreendido na Delegacia. Eles cometem o crime e infelizmente não existe uma medida rápida punitiva para esses menores infratores e assim eles voltam para as ruas”. Afirma Diniz.
Na tentativa de dar mais agilidade aos trabalhos a Polícia Civil na cidade e nos municípios que compõem a regional, os delegados decidiram trabalhar em conjunto, para dar mais andamento nos processos.
“Em 2013 e 2014 só em Primavera do Leste foram mais de 45 homicídios por ano, e naquela época ainda não estava aqui. Quando eu cheguei para trabalhar na cidade, juntamente com os delegados Rafael Fossari, que hoje é delegado regional de Primavera do Leste e o Adriano Alencar que é atualmente delegado em Barra do Garças, decidimos traçar um plano de ação, uma estratégia, para que assim conseguíssemos diminuir os índices e desenvolver um bom trabalho para comunidade”. Pontua o delegado Diniz.
O trabalho de inteligência e investigação deu certo porque no ano seguinte os números caíram pela metade. Além da parceria entre as Delegacias Municipal, De Roubos e Furtos (DERF) e Regional, os delegados na época decidiram voltar com o plantão de homicídios.
“O plantão de homicídios faz toda a diferença para uma investigação, antigamente existia, mas foi extinto, não sabemos o motivo, mas o importante é que hoje funciona muito bem. Quando acontece um homicídio e nossa equipe chega ao local do fato imediatamente, conseguimos apurar com as testemunhas os fatos e também acompanhamos a perícia e isso é um diferencial para concluir o caso depois”. Ressalta o delegado.
Outro ponto dito pelo delegado Diniz, é em relação à estrutura física e de pessoal que melhorou muito nestes últimos anos. “Quando cheguei a Primavera do Leste, em dezembro de 2014 eu trabalhei segurando três Delegacias com um investigador, uma viatura da Polícia Militar e dois soldados militares, hoje a nossa estrutura faz diferença no combate ao crime organizado”. Explica Diniz.
Em 2016 a Polícia Civil recebeu novos investigadores e escrivãs, e a Polícia Militar recebeu mais soldados. Todos estes policiais estavam em formação e treinamento e muitos vieram para Primavera do Leste. Hoje também a Delegacia Municipal funciona em um novo prédio que fica na Avenida Rio de Janeiro e é considerado um dos melhores do estado, tem uma estrutura adequada ao atendimento policial.
Homicídios registrados em Primavera do Leste
1-O primeiro homicídio do ano registrado foi no dia 3 de março, na Avenida Florianópolis no bairro Centro Leste. Paulo Henrique de 18 anos, conhecido como Paulinho da BH, foi morto com três tiros disparados pelo corpo da vítima. Um dos tiros acertou sua cabeça. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
2-No dia 12 de março, Lucas Oliveira Santos de 17 anos foi encontrado morto na Rua Amoreira que fica no bairro Buritis. Lucas estava andando de bicicleta na noite anterior quando foi cercado por alguns homens que dispararam sete tiros. Lucas morreu no local.
3- O terceiro homicídio do ano foi registrado no dia 21 de março. Leandro de Souza Araujo, de 20 anos, foi morto com três tiros no Bairro Primavera III. Segundo informações ele teria brigado com o primo dias antes. Mesmo depois, o primo pulou o muro da casa da vítima e realizou os disparos. Leandro morreu no local.
4-O quarto homicídio do ano aconteceu no dia 24 de março, na Avenida Belo Horizonte. Robson Souza Santos, de 27 anos, foi atingido por quatro disparos de arma de fogo. Dois tiros nas costas e dois na cabeça. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele teria saído da Cadeia Pública há quatro dias.
5- No dia 24 de abril, Gustavo Pereira da Silva de 16 anos foi morto no Bairro Primavera III. A vítima estava em uma das ruas quando passou um motoqueiro e efetuou vários disparos de arma de fogo. A vítima foi atingida com dois tiros no braço esquerdo, um no tórax e outro na clavícula. O menor morreu no local.
6- Neuci Rocha Tomazi, conhecido como Russinho, de 31 anos, foi morto com quatro tiros no Bairro Gnoato. Segundo populares, houve uma queda de energia na região, e neste momento um motoqueiro passou pelas ruas, e realizou os disparos. Neuci não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
7-No dia 2 de maio foi registrado mais um homicídio, na Rua Manjericão no bairro Pioneiro. Hélio de Souza Brito, de 35 anos, estava sentado na calçada quando dois homens em uma moto dispararam três tiros contra a vítima, um na cabeça e dois nas mãos. A vítima foi atendida pelo Samu e encaminhada para UPA, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
8- Renato Rodrigues Crutznann, de 27 anos, foi encontrado morto na beira do Rio das Mortes, 37 Km de Primavera do Leste, sentido Paranatinga, no dia 6 de maio. Segundo a perícia, a vítima foi morta com três tiros de espingarda calibre 12, e cortes profundos na região da barriga e tórax.
9- Um moço de 19 anos, conhecido como Misterjhon Delmom, foi morto no bairro Gnoato por disparo de arma de fogo. O homicídio aconteceu no dia 17 de maio. O jovem morreu no local.
10- No dia 4 de junho, Flavio da Silva Santos, de 24 anos foi morto com um tiro na cabeça que atravessou o olho esquerdo. A Vítima estava em uma chácara próxima da cidade quando um veículo chegou com um suspeito e efetuou o disparo. A vítima morreu no local.



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

geral

Motociclista morre ao bater de frente com carreta na BR-163


Um motociclista morreu em um grave acidente na BR-163, próximo ao Jardim do Ouro, em Sinop, no começo da tarde deste domingo, 19 de maio. A vítima bateu de frente com uma carreta Scania e morreu na hora.

Segundo informações da imprensa local, o motociclista seguia em direção ao Centro de Sinop e invadiu a pista contrária, batendo de frente com a carreta que seguia na direção contrária.

Em entrevista à imprensa local, o caminhoneiro afirmou que o motociclista já vinha ‘comendo faixa’ há algum tempo, fazendo um zigue-zague na pista. Ele contou que tentou evitar o acidente freando e ‘jogando’ o caminhão para o outro lado, mas não conseguiu.

O caminhoneiro ainda mostrou as marcas de frenagem de sua carreta e ressaltou que o motociclista não tentou frear.

Uma equipe de socorro da concessionária Nova Rota do Oeste esteve no local, mas o homem já estava morto.

A rodovia foi interditada nos dois sentidos para o trabalho da perícia e da Polícia Rodoviária Federal.

 


HOME / NOTÍCIAS

Brasil

País perdeu R$ 485 bilhões com desastres naturais em 11 anos


Informação é do Atlas de Desastres, que é organizado pelo Ministério da Integração e pelo Tribunal de Contas da União (TCU

Não bastassem as mortes e tragédias familiares, o país perdeu R$ 485 bilhões com desastres naturais em 11 anos. A informação é do Atlas de Desastres, que é organizado pelo Ministério da Integração e pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A maior parte foi em prejuízo para empresas e estabelecimentos comerciais (R$ 375 bilhões), seguido por prejuízo para pessoas afetadas com a perda de moradias e bens (R$ 68,1 bilhões) e para o governo, com infraestrutura e atendimento emergenciais (R$ 41,9 bilhões).

No mesmo período em que o Brasil amargou o prejuízo de R$ 485 bilhões, o investimento do governo federal em resiliência climática (prevenção) foi de R$ 21,7 bilhões.

O levantamento mostra que o valor foi caindo ao longo dos últimos anos e representa uma pequena fatia diante dos prejuízos bilionários. Ou seja, o país investe mais para remediar, do que para prevenir.

O que os pesquisadores alertam é que o custo para prevenir o desastre teria sido bem menor do que o montante perdido se houvesse atenção às mudanças climáticas.

O número ainda não inclui a perda imensurável com as mortes nas tragédias. Ao longo de onze anos, mais de 2 mil pessoas morreram em desastres naturais. Além das pessoas que, feridas, tiveram a vida alterada e os animais que também morreram.


HOME / NOTÍCIAS

geral

Bombeiros de MT entram no 10º dia de busca por 6 pessoas da mesma família soterradas após enchentes no RS


Os militares acreditam que as vítimas estejam soterradas em meio a lama e aos destroços dessa região.

Um grupo de socorristas do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso entrou no 10° dia de buscas por seis pessoas da mesma família, que estão desaparecidas no município de Encantado, no Rio Grande do Sul, por causa das enchentes que o estado tem sofrido.

Segundo os militares, a hipótese é de que as vítimas estejam soterradas em meio a lama e aos destroços dessa região. Equipes de de Mato Grosso do Sul, Santa Catarina e Bahia também estão auxiliando nas buscas.

Até o momento, foram registrados 155 mortos, 94 desaparecidos e 806 feridos. O governo estima que a população afetada pelo evento climático seja de 2,3 milhões de gaúchos. Dos 497 municípios do RS, 461 registraram transtornos.

Confira outros dados:

  • Pessoas em abrigos: 77.202
  • Desalojados: 540.188
  • Pessoas afetadas: 2.304.433
  • Pessoas resgatadas: 82.666
  • Animais resgatados: 12.215
  • Municípios afetados: 461

No dia 10 de maio, um grupo de bombeiros de Mato Grosso um bebê com 20 dias de vida, a mãe dele e outras seis pessoas da mesma família, após ficarem ilhados em uma casa na cidade de Pelotas, em meio aos temporais que atingem o Rio Grande do Sul.


HOME / NOTÍCIAS

geral

Caminhoneiro morre em acidente com engavetamento em 4 veículos na BR-364


Elson Lima morreu em um acidente envolvendo duas carretas e dois caminhões na tarde de quarta-feira (15), na BR-364, em Várzea Grande. A colisão ocorreu em decorrência do pare e siga, a rodovia precisou ser totalmente bloqueada.

Segundo informações, a Nova Rota do Oeste foi acionada às 15h08 para atendimento de uma ocorrência de engavetamento com 4 veículos. Analises preliminares constataram que a rodovia estava em pare e siga sentido Jangada, quando um caminhão baú parou do nada e os demais veículos engavetaram.

O caminhão que estava por último bateu na traseira do caminhão boiadeiro. Com o impacto a cabine ficou destruída, o condutor chegou a ser retirado pelas testemunhas, porém não resistiu os ferimentos e morreu no local.

A rodovia precisou ser totalmente bloqueada para os atendimentos. Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) foi acionada para análise da ocorrência e liberação do corpo.

Causas precisas do acidente será investigada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).


HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Ademir lidera pesquisa para sucessão de Bortolin com 42,1%


Fonte: Ângulo Pesquisa Digital – Líder Pesquisas & Publicidade – Avaliação da Administração

Conforme dados de pesquisa realizada pela Líder Pesquisas & Publicidades, o pré-candidato a prefeito Ademir Goes, se destaca e lidera em todos os cenários a disputa para a Prefeitura Municipal de Primavera do Leste. A pesquisa entrevistou entre os dias 06 a 07 de maio, 901 pessoas que moram na cidade.

Ademir Goes é o atual vice de Léo Bortolin e integra o partido do governador Mauro Mendes.

De acordo com a pesquisa, Léo Bortolin está com 85,5% de aprovação quando os entrevistados foram solicitados para avaliar a administração da Prefeitura de Primavera do Leste.

Na modalidade estimulada, em que o nome de todos os pré-candidatos do município são apresentados ao eleitor, Ademir Goes segue liderando com 42,1%, seguido de  Sergio machnic com 12,0%, Inspetor Adriano com 2,7%, brancos/nulos 15,2%, indecisos 28,1%.

Fonte: Ângulo Pesquisa Digital – Líder Pesquisas & Publicidade – Modalidade Estimulada

Ainda na modalidade rejeição estimulada, em que o nome de todos os pré-candidatos do município são apresentados ao eleitor, Inspetor Adriano segue liderando com 16,3%, seguido de Sergio machnic  com 9,2%, Ademir Goes com 3,3%, brancos/nulos 21,5%, indecisos 49,6%.

Fonte: Ângulo Pesquisa Digital – Líder Pesquisas & Publicidade – Modalidade Rejeição estimulada

A Líder Pesquisas & Publicidades realizou 901 entrevistas nos dias 06 e 07 de maio em Primavera do Leste, margem de erro estimada em 3% para mais ou menos, com intervalo de confiança de 95%. Realizada Pesquisa de Opinião Pública Modalidade Quali/Quanti. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº MT-02061/2024.


Antenado News