Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Primavera do Leste irá ampliar o projeto de Equoterapia



Da Redação

Vereador Luis Costa e secretário de educação com pais e professora equoterapia

Desde 2013 o projeto “Sela do Saber” que desenvolve a equoterapia, tem atendido 15 crianças com necessidades especiais, por meio de uma parceria entre Sindicato Rural e Secretaria de Educação que a frente do projeto está à professora Ana Barbara. A equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências ou necessidades especiais.

Recentemente o projeto deu uma pausa nas suas atividades, e agora irá voltar a atender as crianças em um novo endereço, já nos próximos dias.  A professora Ana Barbara, que tem se dedicado ao longo desses anos, irá continuar o seu trabalho que é sinônimo de amor e carinho, em um espaço cedido por um empresário da cidade. Todos os alunos que estavam no projeto, continuarão nos próximos dias, as atividades, mas agora em um novo espaço.

Também como forma de atender mais crianças que precisam de um acompanhamento profissional, em que estimule o desenvolvimento seja educacional ou terapêutico, o Sindicato Rural irá por meio de uma comissão, que faz parte da diretoria, junto com a secretaria de saúde, dispor de mais 15 vagas para atender crianças por meio da equoterapia. O Sindicato Rural irá recomeçar nesta segunda, 13, a equoterapia com novos profissionais, em parceria das secretarias de saúde, educação e CTG Querência Distante que cedeu o local, o projeto será ampliado atendendo em dois lugares.

Sendo assim, teremos mais vagas para que as nossas crianças sejam beneficiadas. É importante ressaltar que o projeto que beneficia nossa comunidade, foi uma iniciativa da professora Ana Barbara, com o apoio da secretaria de educação e Sindicato Rural, e hoje com o resultado que a equoterapia tem proporcionado a nossas crianças, o projeto será ampliado, possibilitando mais vagas para o atendimento

 



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News