Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

geral

Vereador Luis Costa diz que Governador do Estado não está priorizando a Educação em Primavera do Leste



Da Redação

Vereador Luis Costa com colega Carlos Instrutor verificando condições dos utensílios da merenda escolar

O assunto não é novo! As condições da Escola Estadual Extensão do Assentamento Nova Poxoreú, que é precária. Por inúmeras vezes o vereador Luis Costa (PR), reclamou da falta de vontade e de prioridade com a educação das crianças e adolescentes, por parte do Governo do Estado e Secretário Estadual de Educação.
“Já visitei a escola com alguns colegas vereadores, com o prefeito, por várias vezes. As condições são ruins. As crianças estudam em um local que não é arejado. Que a iluminação é baixa e antiga (lâmpadas amarelas), as salas são muito quentes e super lotadas. A escola não tem uma cobertura para os alunos ficarem, também não tem quadra de esporte, nem muro ou cerca que traria a instituição escolar, mais segurança. Mais o que me deixou impaciente e nervoso, foi ver as crianças fazendo a refeição no chão”. Explica
O legislador continuou sua fala, dizendo que, é muito triste saber que estamos em uma cidade tão rica, e um estado que tem dinheiro, mas ao mesmo tempo, ver crianças e adolescentes, sentadas no chão, usando pratos e talheres de plásticos que não estão em condições de uso, para lancharem.
“O nosso governador tem que ter vergonha na cara, porque a situação da escola no assentamento não é de hoje. Ele sabe que existe o problema. Seria o mínimo atender as nossas crianças e adolescentes com educação de qualidade. Educação e Saúde são prioridades. Nós estamos sem repasse na área da saúde para as UTIs. Essa é outra situação inadmissível! Cadê o dinheiro?”. Pontua
Luis Costa concluiu sua fala na sessão ordinária de ontem, (16) ressaltando que, “com a exibição da reportagem na TV Centro América, afiliada da Globo, em relação as péssimas condições da estrutura da escola, quem sabe agora, desta forma o governador faça alguma coisa, porque os vereadores e nem o prefeito ele atendeu”.



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News