Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Brasil

Presidente eleito, Bolsonaro fica em casa no primeiro dia após 2º turno



O presidente eleito Jair Bolsonaro ficará em casa e aproveitará esta segunda-feira (29), após o segundo turno das eleições, para descansar.

Candidato pelo PSL, o capitão reformado do Exército derrotou o petista Fernando Haddad neste domingo (28) com 55% dos votos e foi eleito o 38º presidente do Brasil.

Bolsonaro concede entrevista após ser eleito presidente, em sua casa, no último domingo (28) — Foto: TV Globo

Bolsonaro concede entrevista após ser eleito presidente, em sua casa, no último domingo (28) — Foto: TV Globo

Jair Messias Bolsonaro interrompeu um ciclo de vitórias do PT que vinha desde 2002. O trunfo foi confirmado às 19h18, quando, com 94,44% das seções apuradas, Bolsonaro alcançou 55.205.640 votos (55,54% dos válidos) e não podia mais ser ultrapassado por Haddad, que naquele momento somava 44.193.523 (44,46%).

Com 100% das seções apuradas, Bolsonaro recebeu 57.797.073 votos (55,13%) e Haddad, 47.039.291 (44,87%).

No discurso da vitória, Bolsonaro afirmou que o novo governo será um “defensor da Constituição, da democracia e da liberdade”.

Na manhã desta segunda-feira (29), entrada do condomínio de Bolsonaro estava vazia — Foto: Narayanna Borges/GloboNews

Na manhã desta segunda-feira (29), entrada do condomínio de Bolsonaro estava vazia — Foto: Narayanna Borges/GloboNews

Vida política

Aos 63 anos, capitão reformado do Exército, deputado federal desde 1991 e dono de uma extensa lista de declarações polêmicas, Jair Bolsonaro materializou em votos o apoio que cultivou e ampliou a partir das redes sociais e em viagens pelo Brasil para obter o mandato de presidente de 2019 a 2022.

Na campanha, por meio das redes sociais e do aplicativo de mensagens WhatsApp, apostou em um discurso conservador nos costumes, de aceno liberal na economia, de linha dura no combate à corrupção e à violência urbana e opositor do PT e da esquerda.

Com isso, se tornou um fenômeno eleitoral ao vencer a corrida presidencial filiado a uma legenda sem alianças formais com grandes partidos, com pouco tempo na propaganda eleitoral de rádio e TV e distante das ruas na maior parte da campanha, em razão do atentadono qual sofreu uma facada que lhe perfurou o abdômen.

Após quatro vitórias consecutivas do PT em eleições presidenciais (2002, 2006, 2010 e 2014), o novo presidente eleito se apresenta como um político de direita.

Bolsonaro e a mulher, Michelle, durante a votação no 2º turno — Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Bolsonaro e a mulher, Michelle, durante a votação no 2º turno — Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Cidades pelo Brasil tiveram comemorações

Após o anúncio da vitória de Jair Bolsonaro (PSL) na eleição presidencial,diversas cidades pelo país tiveram comemorações, buzinaços e fogos de artifício. No Rio de Janeiro, muitos eleitores se reuniram na frente do condomínio onde vive o presidente eleito.

Mulher bate continência durante festa pela eleição de Bolsonaro na Barra de Tijuca, Rio — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Mulher bate continência durante festa pela eleição de Bolsonaro na Barra de Tijuca, Rio — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Apoiador de Bolsonaro comemora vitória na Avenida Paulista com máscara de Donald Trump — Foto: Fábio Tito/G1

Apoiador de Bolsonaro comemora vitória na Avenida Paulista com máscara de Donald Trump — Foto: Fábio Tito/G1

Festa na Barra da Tijuca, Rio, após a eleição de Jair Bolsonaro — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Festa na Barra da Tijuca, Rio, após a eleição de Jair Bolsonaro — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Eleitores festejam a vitória de Bolsonaro, em Brasília — Foto: Adriano Machado/Reuters

Eleitores festejam a vitória de Bolsonaro, em Brasília — Foto: Adriano Machado/Reuters

Apoiadores de Bolsonaro comemoram resultado da eleição em frente à sede da PF, em Curitiba — Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

Apoiadores de Bolsonaro comemoram resultado da eleição em frente à sede da PF, em Curitiba — Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

Fonte: Globo.com



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News