Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Área administrativa da UAB é inaugurada no Jardim Luciana



O prefeito Léo Bortolin inaugurou na manhã desta quinta-feira, 14, a área administrativa da Universidade Aberta do Brasil, UAB, polo de Primavera do Leste. Com 562,68 metros quadrados construídos pela DF Incorporadora & Imobiliária, por meio da legislação que permite parceria de loteadoras na edificação de bens públicos, a unidade educacional conta com uma estrutura moderna e ampla. A Prefeitura ainda fará a construção de 10 salas de aulas, biblioteca, auditório com capacidade para 400 pessoas, quadra poliesportiva e laboratórios de informática, o que representará uma área total de 3.400 metros quadrados.

Conforme a coordenadora interina da UAB Alerte Duarte Ferreira Linn, a universidade está em atividades no município desde 2009 e tem como principal mantedora a Prefeitura. “Nela são ofertados cursos na modalidade à distância em parceria com as instituições públicas, federais e estaduais”. Em média 800 alunos de toda região são atendidos no polo de Primavera do Leste, em cursos de graduação, pós-graduação – “também pretendemos trazer o curso de mestrado, por meio da Unemat e IFMT”.

Segundo o secretário de educação, Jonaldo Texeira, que coordenou a UAB por três anos, atualmente, a universidade conta com seis funcionários disponibilizados pelo município e 29 tutores. “É com muita satisfação e alegria que inauguramos a parte administrativa. Com a nova estrutura teremos um lugar adequado para o desenvolvimento das atividades educacionais. Sem dúvida nenhuma é a realização de um sonho”.

Para o prefeito Léo Bortolin, a obra representa “uma vitória para todos que pretendem cursar uma graduação/pós-graduação. Agradecemos imensamente a todos que não mediram esforços para que pudéssemos dar este ponta pé inicial, nesta obra, que será uma grande conquista para todos os alunos e funcionários”.

Participaram da solenidade vereadores, representantes da IFMT e DF Incorporadora, alunos e membros da sociedade civil. O padre Josivan Calixto e o pastor Anderson Quintamilha realizaram um ato religioso para selar o momento de inauguração.



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News