Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Região

Servidores do Detran anunciam greve em todo o estado nesta segunda



Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) iniciam nesta segunda-feira (11), a greve que deve atingir todas as unidades no Estado. A informação foi repassada pelo sindicato, após o período 15 dias, prazo estipulado para que o Governo Mato Grosso apresentasse uma proposta de reajuste salarial para toda a categoria.

Os profissionais cobram esse reajuste, porque a tabela salarial de acordo com a diretoria está defasada há mais de seis anos. Em 24 de agosto, um indicativo de greve já tinha sido aprovado pela categoria, mas devido ao diálogo com o Estado, o prazo de 15 dias para a apresentação de uma proposta ficou acordado. Portanto, com o fim do período estipulado e nenhuma proposta foi apresentada, a categoria decidiu pelo início da greve nesta data.

“Na paralisação de 24 horas no dia 17 de agosto, o Governo anunciou que iria nos apresentar uma proposta em 15 dias. A categoria aguardou mais esse prazo, depois de oito meses de luta em torno dessa pauta, contudo o prazo solicitado passou e mais uma vez o Governo não cumpriu com a compromissa. Até o momento não contactou o Sindicato para nenhuma reunião, nem nos apresentou uma proposta por escrito para que pudéssemos levar para a categoria avaliar em assembleia, o que demonstra que não está preocupado com o prejuízo que causará à população”, comenta a presidente do Sinetran, Daiane Renner.

De acordo com a presidente do Sindicato, não há motivos para o Governo não conceder a revisão da tabela salarial. “Infelizmente vimos mais uma vez a recorrente prática do Governo de descumprir com acordos e compromissos firmados”, completa Daiane.

Com informações do Agoramt



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News