Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

geral

Vereador Luis Costa parabeniza os profissionais do Lar da Criança em Primavera do Leste



Da Redação

Durante a sessão ordinária de ontem, 11, o vereador Luis Costa (PR), disse que no final de semana visitou o Lar das Crianças em Primavera do Leste. O local recebe crianças que estão sem lar temporariamente. “Eu quero parabenizar toda a administração do Lar das Crianças. O local tem ótimos profissionais, e sempre que vou lá, passo uma tarde com as crianças e fico muito emocionado, não tem como não se emocionar. As crianças precisam de nossos cuidados, de amor, carinho e atenção. Além da visita, o contato com as crianças nos leva a uma reflexão sobre a vida. Se você ainda não conhece o Lar das Crianças, vá até lá, fica no Bairro Castelândia, tenho certeza que elas irão adorar”.

Ainda em seu discurso, o legislador, falou da sua participação na semana passada da confraternização dos empresários do Distrito Industrial José de Alencar, e ressaltou a importância da regularização de parte do distrito. “Foi muito bom participar da confraternização dos empresários do Distrito Industrial José de Alencar, inclusive o vereador Neri Gaiteiro estava presente. Gostaria de dizer que vou junto ao executivo agilizar o processo, buscar maneiras para que regulamente o mais rápido possível o distrito. Porque precisamos expandir mais, fomentar mais a economia, e para isso precisamos da legalidade. Eu me comprometo de fazer indicações de melhorias e também junto ao executivo fazer um projeto de lei que regularize toda a área irregular”.

DESTAQUE NAS REDES SOCIAIS

No domingo, 10, o vereador Luis Costa (PR) a pedido da comunidade, esteve na Avenida que da acesso aos Bairros Primavera 3 e Buritis, para verificar a situação de um poste caído. Segundo os moradores, uma pessoa alcoolizada, dirigindo um veículo, bateu no poste e derrubou. E em questão de minutos, após o vereador sair do local, outra pessoa bateu, em outro poste.

“É grave essa situação, porque não é a primeira vez que registramos, sendo que todos os domingos encontramos, um poste batido ou caído no chão, e quem paga a conta somos nós. Agora a empresa Energisa terá que fazer a troca e isso custa dinheiro. Eu quero pedir a toda população para ter mais cuidado no trânsito, e principalmente se beber não dirija. E Se você ver alguém dirigindo tomando cerveja, chame a polícia, denuncie”. Afirma o vereador Luis Costa.



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News