Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Conviver retoma as atividades de 2018 em Primavera do Leste



O Conviver atende cerca de quinhentos idosos oferecendo lazer e atendimento de hidroginástica, fisioterapia, birimbol, vôlei, basquete, bocha, pilates, além de um ambiente de acolhimento e carinho.

O vice-prefeito, Sérgio Fava, enalteceu as atividades desenvolvidas pela equipe da Secretaria de Assistência Social, como também a disposição dos presentes para a dança, “isso faz bem para o corpo e para a mente, vamos zelar desse espaço que é de suma importância para o bem estar das pessoas da terceira idade que muitas vezes não dispõem de outra forma de lazer”. A coordenadora Márcia Lúcio de Goes e Jaqueline Giovenardi enfatizaram a relação estreita da equipe com os idosos que freqüentam nas atividades.

Para Márcia, muitas pessoas que freqüentam esse espaço passam a ter em nós uma confiança ímpar, pelo carinho quer recebem e, especialmente por se sentirem á vontade na companhia dos amigos e da equipe que se desdobra para atender bem e de maneira afetuosa. Experiente, Márcia já trabalhou nesse projeto durante quatro anos, na administração Érico Piana e também como voluntária da pastoral da criança atendendo gestantes, “agora na atual gestão retomamos nossas funções com a mesma dedicação e vamos fazer tudo para corresponder a confiança do prefeito e do vice”.

Jaqueline coloca à disposição do Conviver sua experiência de vinte anos trabalhando na Educação, com crianças e jovens e, mesmo sendo algo tão diferente de tudo que fez, ela não encontrou dificuldades na nova tarefa – “é diferente, mas não é difícil, é na verdade uma troca, a minha experiência na Educação e a experiência de vida de cada uma das pessoas que freqüentam o projeto me fazem crescer, aprender coisas diferentes, é um aprendizado que está me fazendo bem como profissional e como ser humano”.

Essa gestão compartilhada entre duas profissionais experientes é certeza de sucesso em algo tão importante que é o apoio às pessoas da terceira idade, que aguardam ansiosas o momento do encontro, do divertimento, da brincadeira, do papo descontraído sobre assuntos de interesse comum, enfim é a recompensa pelo trabalho de uma vida toda. O conviver tem cerca de mil pessoas inscritas, mas apenas quinhentas freqüentam com assiduidade as opções oferecidas diariamente.

O vereador Carlinhos Instrutor representou a Câmara Municipal e falou da importância do lazer e desses momentos de descontração oferecidos pelo projeto Conviver -“é algo importante para o ser humano pelo acolhimento que muitas vezes não encontramos em outro lugar, quero viver o suficiente para poder vir desfrutar desses momentos agradáveis”.

Leninha Riva, que representou a secretária Ana Carla Ruaro, enfatizou a reforma daquele espaço, compromisso de campanha de Léo e Sérgio que estava sendo cumprido e que até junho toda a reforma estaria concluída para oferecer mais conforto à clientela do projeto Conviver. Ela agradeceu o trabalho voluntário da arquiteta Ester Minoso que doou seus

serviços para contribuir e orientar a reforma, à Secretaria de Obras, como também toda a equipe do projeto, “é uma equipe pequena, mas eficiente”. Além dos vovôs e vovós presentes e felizes pelo retorno das atividades, a imprensa prestigiou o evento, o presidente da APAPI, José Lopes Vila Verde Sobrinho, os vereadores Luiz Costa, Carlinhos Instrutor, Neri Gaiteiro, o coordenador de Turismo, Eraldo Fortes e a arquiteta Ester Minoso.

Fonte: Da Assessoria



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News