Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Craques Solidários – mais uma iniciativa brilhante



A Coordenadoria Municipal de Esportes e Lazer de Primavera do Leste, lança nesta semana a “Campanha Craques Solidários”, que visa arrecadar materiais esportivos para os alunos matriculados no projeto Craques do Amanhã. O projeto quer arrecadar tênis de basquete e voleibol, joelheiras, caneleiras, cotoveleiras, luvas de goleiro, chuteiras de futsal, chuteiras society e para futebol de campo, Kimonos de judô, jiu-jitsu e Karatê, faixas de judô, jiu-jítsu e karatê, abadás de capoeira, cordas de capoeira, calções esportivos, camisetas esportivas, meiões esportivos, bolas e demais materiais esportivos.

Segundo o idealizador da campanha, Professor Luiz Antonio Freitas, a idéia começou quando o fotógrafo da assessoria de imprensa da Prefeitura, Diego Eifler, perguntou se poderia doar uma chuteira de futsal e uma society a algum aluno do projeto Craques do Amanhã, já que ele mesmo não usava mais. Desse questionamento surgiu o interesse de potencializar essa iniciativa, apresentei a ideia ao coordenador de esportes e a Secretaria de Educação, que acharam muito pertinente a iniciativa, já que muitas pessoas descartam esses materiais para o lixo, quando poderiam estar ajudando um projeto tão bacana como é o Craques do Amanhã. ‘Esperamos que as pessoas se sensibilizem e participem com doações de material esportivo que estão em desuso porque muitos alunos do Craques do Amanhã não têm condições de adquirir o que necessitam para a prática esportiva e essas doações permitirão que mais jovens possam ser beneficiados.”

Atualmente o projeto Craques do Amanhã atende cerca de 800 alunos, nas modalidades basquetebol, futebol, futsal, basquetebol, vôlei, karatê, jiu-jits, Capoeira  e judô. É um projeto social com cunho formativo, onde o esporte é utilizado para socialização e, especialmente imprimir valores morais e éticos aos alunos, complementando o que recebem das famílias, Grande parte dos alunos do Projeto é de origem humilde, por isso a necessidade do apoio da população em abraçar a campanha de arrecadação.

As doações podem ser encaminhadas a Coordenadoria de Esportes e Lazer, Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer, Prefeitura Municipal de Primavera, além dos mais de 14 polos de atendimento do projeto Craques do Amanhã.

Maiores informações na Coordenadoria de Esportes e Lazer, anexa ao Ginásio Pianão e pelo fone (66) 3498-6462.

Da Assessoria/ Prefeitura



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News