Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

cidade

Prefeito assina convênio com projeto social Dom Bosco



“Não podemos discutir o amanhã sem pensar nas crianças, sem lhes oferecer oportunidades de crescimento como ser humano, como profissionais e, nesse momento me sinto feliz e emocionado de poder, como prefeito, contribuir para o sucesso desse projeto”. Com essas palavras, Léo Bortolin estabeleceu uma parceria com o projeto Dom Bosco que atende 200 crianças da paróquia Nossa Senhora da Salete, no contra turno escolar que permite o repasse de vinte mil reais por mês.

O coordenador do projeto Padre Angelo Cézar e o vice Clenilton Barreto entendem que essa parceria vai possibilitar maior tranqüilidade para desenvolver as ações e oficinas que estão á disposição das crianças – informática, dança, teatro, música, capoeira, esportes e, o mais importante que é o reforço escolar. Padre Angelo falou da vida de Dom Bosco dedicada as pessoas e, sobretudo pela busca de oportunidades para os jovens, portanto esse projeto vai ao encontro das suas aspirações.

Marlene Franco Bonadimam e o Padre Valdomiro Bronakosk idealizaram e fundaram o projeto social Dom Bosco em julho de 2005 e, hoje na solenidade, onde foi homenageada, ela era só emoção – “por motivos de saúde me afastei, mas estou feliz porque é um sonho realizado, é um sonho que muita gente sonhou e, com o incentivo da Prefeitura fica mais fácil atendimento às crianças”.

O vice – prefeito Sérgio Fava que se fez presente e é um defensor das causas sociais entende que “só o poder público não consegue fazer tudo e, essas parcerias com a Igreja, clubes de serviços, instituições filantrópicas são indispensáveis para as comunidades”.

Estiveram presentes à solenidade de assinatura do convênio que aconteceu na Igreja Nossa Senhora da Salete os vereadores Luiz Costa, Juarez, Iva Viana, Carlinhos Instrutor, Paulo Márcio, Carmem Betti e Araujo; a secretária de Assistência Social, Ana Carla Ruaro e Leninha Riva e o chefe de gabinete Anderson Gonçalves.

Fonte: Da Assessoria/ Prefeitura



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News