Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Vereador Miley foi eleito presidente da Câmara Municipal de Primavera do Leste



Da Redação

Foram 11 votos favoráveis ao vereador Miley Santos (PV), e 4 votos para a vereadora Iva Viana (PDT). Miley que já ocupava a cadeira de presidente do legislativo, depois do afastamento de Leonardo Bortolin (PMDB) que assumiu a prefeitura interinamente e após as eleições suplementares se tornou prefeito, o vereador Miley, renunciou o cargo de vice-presidente e concorreu a presidência da Câmara, e com a maioria dos votos se tornou presidente, durante a sessão ordinária de ontem, 11. A escolha para o cargo de vice-presidente será na próxima sessão, dia 18.

Os votos foram na cédula e também pronunciados oralmente na tribuna.

Carlos Araújo (PP), votou Miley.

Carlos Venâncio (PSD), votou Miley.

Carmen Betti, votou Iva Viana.

Edna Mahnic, votou Miley Santos.

Elton Baraldi (PMDB) votou para Miley.

Iva Viana votou em si.

Josafá Barboza (PP) votou em Miley.

Juarez Faria (PDT) votou em Iva Viana.

Luiz Costa (PR) votou em Miley.

Manoel Mazzutti (PMDB) votou em Miley.

Neri Gaitero (PDT) votou em Iva Viana (PDT).

Paulo Marcio (DEM) votou em Miley.

Paulo Donin (PSB) votou em Miley.

Na sequência, Miley votou em si.

Kinha Juriti (PV) votou em Miley.

 

Após ser eleito, o presidente do legislativo, fez o juramente e depois disse algumas palavras.

“…quero dizer de coração agradecer todos os amigos, companheiros, sem distinção, pelo voto a mim confiado para exercer essa função que é complicada, é muito trabalho e dedicação. Seguirei atuando da mesma forma. Estaremos juntos, não muda nada, gestão de harmonia, companheirismo e postura. Em relação a eleição entendemos que é assim, busca-se o voto, o trabalho é voltado ao bem comum, e a democracia foi exercida. Os trabalho seguem da mesma forma, vamos seguir fiscalizando, cobrando e o que é de nossa competência, o gabinete estará sempre aberto como sempre esteve. Todos têm seu valor aqui dentro, sem distinção. Vamos todos juntos fazer uma gestão eficiente e com produtividade é o que a população espera e é o que seguiremos fazendo”. Afirmou Miley Santos.



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Região

MPMT requer interdição de cadeia pública feminina de Cáceres


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Cáceres, requereu no final da tarde desta quinta-feira (22) a interdição da cadeia feminina do município. A medida foi tomada em razão da existência de infiltrações estruturais e alto risco de incêndio na unidade prisional. O pedido foi direcionado à 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres.

De acordo com o MPMT, a cadeia feminina do município não possui Alvará de Segurança Contra Incêndio e Pânico (ASCIP) do Corpo de Bombeiros. Inspeções realizadas no local demonstram uma série de problemas estruturais na unidade, como falta de sistemas de hidrante, de saídas de emergência, de alarme de incêndio, entre outros.

Conforme laudo técnico das instalações elétricas do edifício, encaminhado ao Ministério Público pelo Conselho de Segurança, as “instalações estão em péssimas condições de conservação, com risco gravíssimo de acidentes à população carcerária e aos profissionais da segurança pública responsáveis pelo local, proporcionando alto grau de risco de incêndio a qualquer momento”.

Segundo o promotor de Justiça Marcelo Linhares Ferreira, o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça do MPMT também realizou inspeção técnica na unidade prisional, constatando inconformidades em toda a edificação que interferem diretamente na segurança dos usuários.

“O quadro existente no estabelecimento prisional fere os mais básicos direitos fundamentais do homem, sendo que a medida de interdição visa a resguardar a dignidade da pessoa humana e a proteção de risco à vida e à integridade física das presas”, destacou o promotor de Justiça.

por CLÊNIA GORETH

 

Antenado News