Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

política

Câmara de Primavera do Leste devolve R$ 1 milhão em recursos para a saúde e obras de pavimentação asfáltica



Da Assessoria

Na sessão desta terça, 21, o presidente do Legislativo, Miley Santos (PV), anunciou em tribuna que a Câmara Municipal irá devolver aos cofres públicos R$ 1 milhão. O valor será aplicado pelo executivo nas áreas da saúde e de obras de pavimentação urbana.

Miley destacou que esse valor é o resultado do esforço coletivo – “…todos os vereadores estão empenhados neste sentido. Esta economia é fruto do trabalho conjunto. Como passou as eleições, como tinha sido previsto, será feito neste primeiro momento a devolução de R$ 500 mil resultante de economia da Casa, recursos que serão destinados a investimentos em Saúde de Primavera, as obras dos ESF´s que estavam paradas receberão injeção de verba. E estamos finalizando os levantamentos contábeis, e também iremos destinar mais R$ 500 mil para obra de pavimentação da via de acesso do Tuiuiú ao Primavera III, uma obra que irá beneficiar centenas de moradores da região, o nosso foco é trabalho com responsabilidade”.

O vereador Elton Baraldi (PMDB) ressalta a sintonia de trabalho entre os poderes – “….com certeza faz a diferença essa harmonia de trabalho, que resulta em benefícios à comunidade. É uma demonstração também de seriedade do legislativo com recursos públicos. E vamos seguir nesse caminho, cuidando, fiscalizando e buscando sempre o melhor para nossa cidade”.

O vereador Luis Costa (PR), também se pronunciou sobre o assunto: “…isso demonstra que a integração com o executivo é importante, fundamental quando se trata de gestão, é a coletividade que sai ganhando. A meta é sim economizar e estamos trabalhando com muita responsabilidade com o dinheiro público, e a economia é devolvida ao município”.



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Mulher confessa homicídio do esposo e mistério termina sobre desaparecimento


O delegado Flávio Leonardo, responsável pela investigação do desaparecimento de Edvan Moreira, falou sobre o homicídio e forneceu atualizações cruciais sobre o caso. O que inicialmente parecia um mistério envolvendo o sumiço de Edvan, ganhou novos contornos após intensas diligências e avanços nas investigações conduzidas pela Polícia Civil.

Edvan Moreira, residente em uma fazenda a aproximadamente 50 km do centro de Canarana, teria saído para cidade no dia 7, conforme relatos iniciais. No entanto, a descoberta da motocicleta da vítima na própria fazenda, em uma área de mata a cerca de 5 km de distância, levantou suspeitas sobre o desaparecimento.

“Localizamos a motocicleta da vítima em uma área de mata próxima à fazenda onde trabalhava. No entanto, estava claramente evidente que ela havia sido deliberadamente jogada em um rio para dificultar sua localização”, explicou o delegado Flavio Leonardo.

A reviravolta no caso ocorreu quando a esposa de Edvan, após ser submetida a uma nova entrevista como parte das investigações, confessou o homicídio. Ela admitiu ter disparado três tiros contra o marido, ocultando seu corpo e a motocicleta em locais distintos, distanciados da fazenda.

“Após a execução do homicídio, a suspeita utilizou uma máquina para transportar a motocicleta de Edvan e seu corpo para locais distantes da propriedade, em uma tentativa de dificultar a descoberta”, acrescentou o delegado.

A colaboração da esposa de Edvan foi fundamental para a identificação do local onde o corpo foi ocultado. As autoridades realizaram uma inspeção no local indicado, que foi confirmado pela Polícia Técnico-Científica como o local do crime.

Além disso, a polícia está investigando a possibilidade de que a suspeita tenha recebido ajuda para ocultar os objetos e o corpo da vítima, dadas as características do local de descarte da motocicleta.

A arma do crime, uma espingarda, foi apreendida pela polícia como parte das evidências. Agora, as autoridades conduzirão exames de DNA para confirmar a identidade do corpo encontrado e prosseguirão com as acusações de ocultação de cadáver e homicídio contra a esposa de Edvan.

O delegado Flávio Leonardo encerrou a coletiva reiterando o compromisso da Polícia Civil em buscar a verdade e garantir que a justiça seja feita para Edvan Moreira e sua família. O caso continua em andamento, com as autoridades empenhadas em esclarecer todos os detalhes e possíveis cúmplices envolvidos nesse trágico desfecho.

Araguaia FM


Antenado News