Primavera do Leste / MT

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

PF cumpre 8 mandados em operação para combater crimes previdenciários



PF cumpre mandados de busca e apreensão durante operação — Foto: PF/Divulgação

PF cumpre mandados de busca e apreensão durante operação — Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (13), uma operação para combater crimes previdenciários em Mato Grosso. Ao todo, devem ser cumpridos oito mandados de busca e apreensão. Os alvos da Operação Opus Ficta não foram divulgados.

As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal em Mato Grosso. Os mandados são cumpridos em Cuiabá e Várzea Grande, na região metropolitana da capital.

As investigações da operação tiveram início em 2017. À época, informações fornecidas pela Coordenação de Inteligencia Previdenciária (Coinp-MT) denunciavam a inserção de vínculos empregatícios falsos no sistema previdenciário, através da Guia de Recolhimento do FGTS.

A fraude, segundo a PF, era feita com a inserção de vínculos laborais inexistentes com empresas que já tinham encerrado as atividades.

Mandados são cumpridos em Cuiabá e Várzea Grande — Foto: PF/Divulgação

Mandados são cumpridos em Cuiabá e Várzea Grande — Foto: PF/Divulgação

A irregularidade teria possibilitado a concessão e manutenção de benefícios previdenciários fraudulentos.

O suposto esquema teria participação de dois servidores do INSS, um contador e três pessoas. Eles devem responder por estelionato contra a autarquia previdenciária e inserção de dados falsos em sistema de informações.

A estimativa da PF é que os prejuízos aos cofres públicos seja de R$ 3 milhões.

A origem do nome da operação vem do latim e significa ‘trabalho fictício’.

Fonte: G1 Mato Grosso



COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu comentário!





*

HOME / NOTÍCIAS

Polícia

Estelionatário que causou prejuízo de aproximadamente R$ 237 mil é preso no Ceará


Homem investigado pela Polícia Civil de Mato Grosso por cometer diversos crimes de estelionato, foi preso nesta quarta-feira (10.04), na cidade de Fortaleza, Estado do Ceará.

A prisão por força de mandado de prisão preventiva, foi realizada pela Polícia Civil cearense, após informações repassadas pela Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá.

Dezoito vítimas foram lesadas pelo suspeito, que utilizava da credibilidade em razão de ter sido gerente de uma grande concessionária de motocicletas na capital mato-grossense.

Conforme investigação da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá, os golpes praticados pelo estelionatário causaram prejuízos financeiros que ultrapassaram R$ 237 mil.

Diante das evidências de crimes foi representado pela prisão preventiva do investigado, além das medidas cautelares de sequestro de bens e valores, afastamento de sigilo fiscal e bancário, que auxiliará nas apurações.

Com a expedição dos mandados judiciais, a Polícia Civil de Mato Grosso solicitou apoio à Polícia Civil do Ceará, que localizou e efetuou a prisão do suspeito em Fortaleza.

Fonte: Policia Civil MT – MT


Antenado News